Notícias

ESMPU recebe visita de integrantes de Ministérios Públicos de países da África e América Latina

Os visitantes puderam conheceram a estrutura, o funcionamento da Escola e o perfil das atividades acadêmicas realizadas pela instituição
publicado: 27/11/2018 17h48 última modificação: 28/11/2018 08h34
Exibir carrossel de imagens A comitiva foi recepcionada pelo diretor-geral, João Akira Omoto, e pelos Secretários de Planejamento e Infraestrutura.

A comitiva foi recepcionada pelo diretor-geral, João Akira Omoto, e pelos Secretários de Planejamento e Infraestrutura.

Integrantes de Ministério Públicos de países da África e América Latina (Angola, São Tomé e Príncipe, Panamá e Equador) visitaram a Escola Superior do Ministério Público da União (ESMPU), na noite desta segunda-feira (26/11), para conhecer a estrutura, o funcionamento, os regulamentos e o perfil das atividades acadêmicas realizadas pela instituição. Eles foram recepcionados pelo diretor-geral, João Akira Omoto, e pelos Secretários de Planejamento e Infraestrutura. 

Em sua apresentação, João Akira falou sobre a criação da instituição, bem como sobre os avanços e os desafios para que a Escola seja de fato um espaço plural de reflexão e de disseminação de saberes. Afirmou que a ESMPU trabalha em prol da excelência na atuação de membros (as) e servidores (as) do Ministério Público da União (MPU) e que, de janeiro até o presente momento, já realizou 260 atividades acadêmicas, 29% a mais em relação ao ano anterior, e capacitou quase 12 mil pessoas, um acréscimo de 23% frente a 2017. 

O diretor-geral também destacou algumas das realizações da instituição ao longo deste ano, entre elas a ampliação do diálogo com a sociedade; a elaboração do plano de atividades para 2019 de forma participativa e alinhada com as reais necessidades de treinamento; a implantação da perspectiva de gênero, raça e etnia; a criação de linha de pesquisa própria; e a retomada da obra do novo centro de treinamento da Escola. Ele ainda ressaltou a importância do projeto de extensão “30 anos da Constituição Cidadã e 70 anos da Declaração Universal dos Direitos Humanos” por meio do qual foram promovidos debates com a sociedade civil sobre temas como mulheres e o direito a água, direitos indígenas, reforma trabalhista, refugiados e migrantes, fake news, acessibilidade e meio ambiente. 

Os visitantes elogiaram a infraestrutura, a organização e a dinâmica das capacitações oferecidas, que servirão como exemplo a ser aplicado em seus países. Entre os presentes estavam a diretora da Escola do Ministério Público do Panamá, Délia De Castro; e do diretor da Escola de Procuradores do Equador e presidente da Rede de Capacitação do Ministério Público Ibero Americano (RECAMPI), Vinicio Moreno; além de representantes do Ministério Público de países como Angola e São Tomé e Príncipe.

Assessoria de Comunicação
Escola Superior do Ministério Público da União
E-mail: ascom@escola.mpu.mp.br
Telefone: (61) 3313-5132 / 5126