Notícias

Santa Catarina sediará atividades de capacitação para envolvidos no acolhimento e na integração de refugiados e migrantes

Atividades acontecem de 5 a 7 de junho, em Florianópolis (SC), e são abertas ao público. Inscrições são gratuitas e vão até 29 de maio
publicado: 15/05/2019 11h01 última modificação: 24/05/2019 13h22
Ilustração

Ilustração

A Rede de Capacitação de Refugiados e Migrantes vai oferecer, entre 5 e 7 de junho, em Florianópolis (SC), treinamentos aos atores envolvidos no acolhimento, na integração e na interiorização de refugiados e migrantes em Santa Catarina. Serão realizados um simpósio, uma mesa-redonda e dez minicursos e oficinas que têm como objetivo fomentar a discussão sobre a criação de políticas locais de acolhimento, abrigamento e integração para refugiados e migrante.  

Podem participar das atividades refugiados e migrantes; integrantes de comitês de acolhida e de grupos de trabalho sobre empregabilidade; gestores e equipes de abrigos; servidores públicos; membros de organizações da sociedade civil envolvidas com a temática; estudantes e jornalistas. 

O simpósio e a mesa-redonda acontecerão no auditório da Justiça Federal de Santa Catarina (Rua Paschoal Apóstolo Pitsica, nº 4810, Agronômica). Já os minicursos e oficinas serão realizadas no Ministério Público Federal e no Ministério Público do Trabalho, localizados na Rua Pascoal Apóstolo Pitsica, nº 4876, Agronômica. 

As inscrições são gratuitas e podem ser realizadas até as 20h do dia 29 de maio. Veja o passo-a-passo de como realizar a inscrição. 

Os selecionados receberão por e-mail as orientações para confirmação da inscrição e informações sobre local de realização das atividades. 

Veja abaixo a programação detalhada e inscreva-se. 

Simpósio – O Simpósio “Refugiados e Migrantes em Santa Catarina: Como Acolher e Integrar?" acontece no dia 6 de junho, a partir das 8h, no auditório da Justiça Federal de Santa Catarina. Na primeira parte do encontro serão apresentados os contextos global e local do fenômeno migratório. Também será discutida a política nacional e os desafios de sua implementação.  Na segunda metade, será realizado um debate sobre as experiências locais na atenção a migrantes e refugiados. 

Confira programação e inscreva-se

Mesa-redonda – A mesa redonda “Migração, Racismo e Xenofobia em Santa Catarina” promoverá o diálogo sobre o racismo, a xenofobia e a islamofobia com o objetivo de provocar a reflexão coletiva sobre as realidades vividas pelas populações refugiadas e imigrantes no Estado. 

A atividade acontece a partir das 18h, do dia 6 de junho, também no auditório da Justiça Federal de Santa Catarina, e contará com a presença de debatedores representantes dos migrantes, do poder público e da sociedade civil organizada envolvidas com a temática. 

Confira programação e inscreva-se

Atividades temáticas – Entre os dias 5 e 7 de junho, serão realizadas dez atividades temáticas, divididas entre minicursos e oficinas. Estão sendo ofertadas 35 vagas para cada uma das atividades. É possível participar de mais de uma, desde que os horários não coincidam. Os selecionados receberão por e-mail as orientações para confirmação da inscrição e informações sobre local de realização das atividades. 

Confira abaixo a programação: 

ATIVIDADE DATA PÚBLICO-ALVO INSCRIÇÃO

Imprensa no Combate à Xenofobia
contra Refugiados e Migrantes

05 de junho
(13 às 15h)

profissionais da imprensa
e estudantes de comunicação

Inscreva-se
Gênero, Direitos Humanos, Migração 
e Rede de Proteção - Onde eu me insiro?

05 de junho* 
(14h às 17h30)

migrantes e refugiados; entidades 
sócio-assistencial, de incidência política
e de promoção e defesa de direitos; 
universidades; órgãos públicos

Inscreva-se

Advocacy: como influenciar a
formulação de políticas públicas
e legislações na temática migratória

06 de junho
(14h às 17h30)

organizações da sociedade civil
que atuam na questão migratória
Inscreva-se
Nova Lei de Migração, Lei do Refúgio,
Direitos e Acesso à Justiça
06 de junho
(14h às 17h30)
migrantes e refugiados; entidades
sócio-assistencial, de incidência política
e de promoção e defesa de direitos;
universidades; órgãos públicos

Inscreva-se

Gestão migratória em nível local 06 de junho
(14h às 17h30)
migrantes e refugiados; entidades 
sócio-assistencial, de incidência política
e de promoção e defesa de direitos; 
universidades; órgãos públicos

Inscreva-se

Direitos Laborais, Migração e
Prevenção ao Trabalho Escravo
e Tráfico de Pessoas

07 de junho 
(08h30 às 12h)

migrantes e refugiados; entidades 
sócio-assistencial, de incidência política
e de promoção e defesa de direitos; 
universidades; órgãos públicos
Inscreva-se
Migração e saúde mental 07 de junho 
(08h30 às 12h)
migrantes e refugiados; entidades 
sócio-assistencial, de incidência política
e de promoção e defesa de direitos; 
universidades; órgãos públicos
Inscreva-se
Crianças Migrantes 07 de junho 
(08h30 às 12h)
pessoas que trabalham com migrantes
e crianças migrantes; e pessoas que
trabalham com crianças, entre as
quais, algumas são migrantes
Inscreva-se
Migração e Integração Local 07 de junho 
(14h às 17h30)
migrantes e refugiados; entidades 
sócio-assistencial, de incidência política
e de promoção e defesa de direitos; 
universidades; órgãos públicos
Inscreva-se

Mapeamento Territorial e
Articulação de Rede

07 de junho 
(14h às 17h30)
migrantes e refugiados; entidades 
sócio-assistencial, de incidência política
e de promoção e defesa de direitos; 
universidades; órgãos públicos
Inscreva-se

 * A data da oficina foi alterada. 

Para mais informações sobre a atividades, acesse o edital e a programação.

 Realização – Todas as atividades fazem parte do projeto “Atuação em rede: capacitação dos atores envolvidos no acolhimento, na integração e na interiorização de refugiados e migrantes no Brasil”. Realizado pela Rede de Capacitação a Refugiados e Migrantes, o projeto já teve 2.299 participações, e já passou por Belém (PA), Manaus (AM), São Paulo (SP), Boa Vista (RR), Porto Alegre (RS), Recife (PE), João Pessoa (PB) e Curitiba (PR).  

Para a organização das atividades em Florianópolis, a Rede conta com o apoio do Ministério Público Federal, do Ministério Público do Trabalho e da Defensoria Pública da União em Santa Catarina, da Justiça Federal de Santa Catarina e de instituições públicas e organizações não governamentais envolvidas no processo de atenção ao refugiado ou migrante.

Atuação em rede –  A Rede de Atuação é composta pela Escola Superior do Ministério Público da União (ESMPU), a Procuradoria Federal dos Direitos do Cidadão (PFDC), o Ministério Público do Trabalho (MPT), o Alto Comissariado das Nações Unidas para os Refugiados (ACNUR), a Organização Internacional para as Migrações (OIM), a Conectas Direitos Humanos, o Instituto Migrações e Direitos Humanos (IMDH), a Defensoria Pública da União (DPU), o Fundo de População das Nações Unidas (UNFPA), a Missão Paz e o Fundo das Nações Unidas para a Infância (UNICEF).  

Saiba mais sobre o projeto em http://escola.mpu.mp.br/h/rede

Assessoria de Comunicação
Escola Superior do Ministério Público da União
E-mail: ascom@escola.mpu.mp.br
Telefone: (61) 3313-5132 / 5126