Notícias

ESMPU implementa sistema eletrônico para criação e tramitação de processos

Para oficializar o lançamento, o diretor-geral da ESMPU realizou a primeira assinatura digital dentro do sistema. Solenidade aconteceu nesta segunda-feira (06/03)
publicado: 06/03/2017 18h03 última modificação: 01/06/2017 12h38

A Escola Superior do Ministério Público da União (ESMPU) deu um grande passo para a modernização da gestão administrativa na instituição com o lançamento do Sistema Eletrônico de Informações (SEI). A partir de agora, a criação e a tramitação de processos ocorrerão de forma eletrônica. A solenidade aconteceu nesta segunda-feira (06/03) com a presença de autoridades e funcionários da Casa.

O diretor-geral da ESMPU, Carlos Henrique Martins Lima, afirmou que a implantação do SEI acarretará uma transformação estrutural na burocracia administrativa. Para marcar o início da operacionalização do SEI, ele realizou a assinatura do primeiro documento eletrônico da ESMPU.

Ao explicar o impacto da implantação desse sistema, Carlos Henrique fez uma analogia com a transição entre a máquina de escrever e o computador. “Estamos presenciando uma alteração desse mesmo patamar. Acredito que daqui a alguns anos vamos olhar pra trás e nos perguntar como vivíamos sem um sistema eletrônico. Este é um momento singular e transformador, uma ruptura na nossa forma de trabalho e na cultura organizacional”.

Desenvolvido pelo Tribunal Regional Federal da 4ª Região (TRF-4), e disponibilizado gratuitamente para mais de 100 órgãos públicos, o SEI tem como principais qualidades a estabilidade, usabilidade, confiabilidade e facilidade de operação. A Escola Superior é a segunda unidade do MPU a implementar o sistema. A primeira foi o Ministério Público Militar.

De acordo com o diretor-geral, as instituições que já passaram por esse processo dizem que, num primeiro momento, a utilização das impressões chegou a crescer por conta do apego ao papel e à segurança que o suporte físico nos dá. “Somente depois, quando as pessoas ficam confortáveis com o manuseio do sistema, é que a operacionalização se torna mais natural. Não tenho dúvidas que isso acontecerá também na ESMPU”, ressaltou.

A gerente do projeto “ESMPU sem papel” responsável pela implantação do sistema na Escola, Flavia Silva Azevedo, destacou a importância do projeto para a modernização da gestão. “Iniciamos uma nova realidade na administração pública ao passar a gerenciar o conhecimento institucional de forma eletrônica. Isso vai promover a celeridade dos processos de trabalho, facilitar as decisões, reduzir tempo de execução das atividades e permitir a atualização das informações em tempo real”.

Experiência da CAPES - A solenidade contou com a presença do coordenador de Gestão de Documentos da Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior (CAPES), Ítalo Henrique Alves. Ele fez uma apresentação sobre a experiência da implementação do SEI na CAPES, em janeiro de 2016, e enfatizou que a utilização da ferramenta tem sido uma experiência de sucesso desde então.

Entre os principais benefícios da implantação do sistema, Ítalo Alves citou a possibilidade de redesenho de processos de trabalho, a padronização de formulários e informações, a geração de informações gerenciais e a redução no tempo de execução das atividades. “A importância do SEI deriva da sua capacidade de potencializar a ação humana. O uso da ferramenta vai se refletir até na qualidade de vida dos usuários”.

Assessoria de Comunicação
Escola Superior do Ministério Público da União
E-mail: ascom@escola.mpu.mp.br
Telefone: (61) 3313-5132 / 5126