Notícias

ESMPU discute capacitação para membros e servidores que atuam com temáticas internacionais

Discussão contou com a participação de representantes das áreas de cooperação internacional e com os coordenadores de ensino dos quatro ramos do MPU
publicado: 26/04/2019 09h53 última modificação: 26/04/2019 11h58

O diretor-geral da Escola Superior do Ministério Público da União (ESMPU), João Akira Omoto, reuniu-se, nesta quinta-feira (25/4), com representantes das áreas de cooperação internacional e com os coordenadores de ensino dos quatro ramos do Ministério Público da União (MPU) para discutir como a ESMPU pode auxiliar no aperfeiçoamento de servidores(as) e membros(as) que, em  sua atuação, desenvolvam atividades em âmbito internacional. Foram levantados como pontos principais a necessidade de capacitação em idiomas, em procedimentos de condutas em espaços internacionais e em instrumentos de cooperação internacional. 

A ESMPU, por meio da Câmara de Ensino, buscou dialogar com as áreas de cooperação internacional para entender quais as necessidades de capacitação dos integrantes do MPU em sua atuação internacional. É o que explica a chefe de gabinete, Marisa Viegas, ao sinalizar que há uma crescente demanda de participação de integrantes do Ministério Público em redes internacionais. 

João Akira acrescentou que a internacionalização das atividades da ESMPU se mostrou um tema recorrente durante 2018 com reflexo inclusive na definição da linha de pesquisa da Escola. Segundo ele, a temática tornou-se um dos eixos transversais, devendo ser observado em todas as atividades acadêmicas. 

Akira também esclareceu que é preciso diferenciar o que deve ser a internacionalização do ensino, do que é a atuação internacional do MPU, e que a ESMPU deve buscar atender os ramos, alinhando-se às necessidades de atuação. Outra preocupação demonstrada pelo atual diretor-geral é a ausência de uma política para a realização de acordos de cooperação. “Não tínhamos até hoje uma política de relações internacionais. Muitos acordos de cooperação foram firmados sem a participação da Escola e não produziram resultados concretos”. Akira finalizou explicando que foi definida pelo CONAD uma normatização para padronizar e estabelecer o fluxo de constituição dos acordos de cooperação. 

O procurador regional da República Carlos Bruno Ferreira da Silva, secretário adjunto da Secretaria de Cooperação Internacional do Ministério Público Federal (MPF), explicou que é necessária a compreensão de que a atuação internacional não acontece apenas em missões no exterior e em fóruns internacionais, mas está relacionada à maneira como a atividade finalística é pensada. De acordo com Carlos Bruno, há a necessidade de aperfeiçoar as competências dos membros no tocante ao domínio de línguas estrangeiras e aos procedimentos de atuação em espaços internacionais. 

Para além da capacitação de membros e servidores para atuar internacionalmente, o secretário de Planejamento e Projetos, Volker Bohne, explicou que o aperfeiçoamento da área de pesquisa científica da ESMPU e a possibilidade de implementação de mestrado próprio necessitam que os pesquisadores da Escola publiquem em revistas internacionais e que pesquisadores estrangeiros publiquem no editorial da instituição. 

Ainda foram discutidas na reunião maneiras de se ampliar a oferta de cursos de línguas a distância e presencialmente e a criação de um banco de peritos para atuação em fóruns internacionais. 

Também participaram do encontro, os coordenadores de ensino da ESMPU Edilson Vitorelli e Gustavo Kenner (suplente e titular do MPF); Tiago Muniz (suplente do MPT), Isabel Cristina De Jesus (titular do MPDFT); Mario Porto (suplente do MPM); o assessor adjunto da Assessoria Internacional do MPT, Cristiano Paixão; a coordenadora do Núcleo de Cooperação Internacional do MPDFT, Arinda Fernandes; a professora da Universidade de Brasília, Magda Lúcio; e a assessora da Secretaria de Planejamento e Projetos da ESMPU, Renata Mendes. 

Elaboração do PDI - A discussão sobre projeto de internacionalização das atividades da Escola acontece no bojo da Câmara da Ensino e também faz parte da elaboração do Plano de Desenvolvimento Institucional da ESMPU para o período de 2020 a 2024. 

Acesse a página do PDI e saiba mais.

 

 

Secretaria de Comunicação Social
Escola Superior do Ministério Público da União
E-mail: secom@escola.mpu.mp.br
Telefone: (61) 3313-5115