Notícias

ESMPU e Escola da Magistratura da França promovem atualização de capacitadores

Atividade reuniu esta semana em Brasília membros dos quatro ramos do MPU que atuam como orientadores pedagógicos no Plano de Atividades 2015. Intercâmbio de experiências e aperfeiçoamento de conhecimentos pedagógicos foram o foco da capacitação.
publicado: 29/05/2015 19h22 última modificação: 31/03/2017 17h21

A Escola Superior do Ministério Público da União (ESMPU) encerrou na tarde dessa quinta-feira, 28 de maio, em Brasília, o Curso de Aperfeiçoamento “Atualização de Capacitadores – Turma 1”. Promovido em parceria com a Escola Nacional da Magistratura da França (ENM), com a qual a ESMPU mantém acordo de cooperação desde 2011, o treinamento reuniu membros dos quatro ramos do MPU que atuam como orientadores pedagógicos no Plano de Atividades 2015.

De acordo com a orientadora da atividade acadêmica, a promotora de Justiça Militar Najla Palma, os objetivos da atualização de capacitadores são o intercâmbio de experiências entre a ESMPU e a ENM e o aperfeiçoamento de conhecimentos pedagógicos. “A ideia é desenvolvermos uma metodologia com a qual possamos tornar os cursos cada vez mais interessantes e proveitosos para os nossos colegas, a fim de continuar a trilhar esse caminho em busca da excelência de ensino na nossa Escola”, explica.

A atividade acadêmica foi ministrada pelas magistradas francesas Chantal Caron, juíza e coordenadora regional de formação da ENM, e Sarah Dupont, membro do Ministério Público e coordenadora de formação na mesma escola. Entre outros assuntos, as capacitadoras destacaram os fundamentos da formação, a abordagem por competências, os métodos pedagógicos, a formulação dos objetivos, a formação sobre a ética e a deontologia e o cenário pedagógico. Dinâmicas e outras atividades em grupo complementaram a programação.

“O mais importante nesta capacitação é a troca de práticas”, afirma a magistrada francesa Sarah Dupont. Para ela, embora existam diferenças nas atuações de procuradores franceses e brasileiros, os desafios apresentados na formação desses profissionais são praticamente os mesmos. “Apesar da atuação relativamente distinta, somos idênticos no que é essencial, isto é, na busca pelo desenvolvimento de competências necessárias para se tornar um bom procurador”, destaca a formadora.

Participante do curso, o diretor-geral adjunto da ESMPU, Maurício Correia de Mello, ressalta como ponto forte da capacitação a oportunidade de conhecer o método da escola francesa para a formação de magistrados, que, segundo ele, orienta seu trabalho para uma construção coletiva do conhecimento. “A Escola Nacional da Magistratura da França tem uma proposta bastante interativa, diferente do nosso método, que eles chamam de expositivo, afirmativo”, diz. Maurício Correia acredita que, para a ESMPU, a troca de experiências com a ENM poderá proporcionar maior eficiência aos cursos oferecidos aos membros do MPU. “Por causa da rotina atribulada dos colegas, nossos cursos têm de ser mais ou menos curtos. Com as técnicas aprendidas nesta atualização de capacitadores, talvez seja possível otimizarmos esse tempo e transmitir conteúdos de forma mais eficiente”, conclui.

O treinamento teve carga horária total de 24 horas-aula e todos os participantes receberam certificado emitido pela ESMPU. A parceria com a ENM prosseguirá com a realização de uma outra turma de atualização de orientadores pedagógicos, prevista para o segundo semestre de 2015.

Secretaria de Comunicação Social
Escola Superior do Ministério Público da União
E-mail: secom@escola.mpu.mp.br
Telefone: (61) 3313-5115