Notícias

ESMPU recebe diretor da Escola do Ministério Público do Chile e firma acordo de cooperação técnica

Visita aconteceu nos dias 18 e 19 de novembro e incluiu apresentação das secretarias e da nova sede da ESMPU
publicado: 20/11/2019 11h20 última modificação: 20/11/2019 11h45
A reunião entre os diretores também contou a presença dos secretários da ESMPU

A reunião entre os diretores também contou a presença dos secretários da ESMPU

O diretor-geral da Escola Superior do Ministério Público da União (ESMPU), João Akira Omoto, recebeu na manhã desta segunda-feira (18/11) o diretor da Escola do Ministério Público do Chile, Sebastian Salinero Echeverria. O objetivo do encontro foi discutir os modelos de atuação das instituições e firmar um acordo de cooperação técnica que busca implementar ações conjuntas para assegurar a realização de atividades acadêmicas relacionadas a ensino, pesquisa e extensão. 

Na reunião, que também contou a presença dos secretários da ESMPU, João Akira apresentou a estrutura organizacional da instituição e reforçou a questão da oferta de atividades voltadas para a formação inicial e continuada, além da profissionalização de alto nível de membros e servidores do Ministério Público da União (MPU). “A ESMPU é a maior escola do sistema de justiça brasileiro e, além de promover o aperfeiçoamento e a capacitação de membros e servidores, oferece atividades de extensão abertas ao público externo a fim de estimular o diálogo e o debate de temas importantes para a sociedade”, completou. Akira também apresentou as metas e objetivos do Plano de Desenvolvimento Institucional 2020-2024 e a proposta de renovação dos periódicos da Escola. 

Sebastian Salinero explicou brevemente o funcionamento da Escola do Ministério Público do Chile, que atualmente conta com uma equipe fixa de 8 pessoas - entre membros e servidores - e de aproximadamente 60 professores do quadro não permanente. Segundo o diretor, a Escola chilena deseja se inspirar na experiência da ESMPU para reestruturar a oferta de atividades acadêmicas. “Atualmente estamos executando o processo de ampliação do número de cursos que foram disponibilizados neste ano. Para 2020, nossa intenção é ofertar mais atividades e investir na ampliação dos cursos a distância, seguindo o modelo que é executado aqui na ESMPU”, reforçou. Ele também falou do interesse nos sistemas de avaliação de impacto de atividades da ESMPU e pontuou que a Escola chilena está desenvolvendo seus próprios sistemas com o apoio da Academia Judicial de Chile, além da colaboração de universidades e fundos da UNESCO. 

Ao final da reunião, Salinero foi apresentado às secretarias da ESMPU e às Assessorias Jurídicas e de Comunicação. Na ocasião pode conhecer melhor alguns dos processos da instituição, como o levantamento das necessidades acadêmicas, a construção do Plano de Atividades 2020, a definição das linhas de pesquisa e a indicação dos coordenadores de ensino. 

Acordo de cooperação - No segundo dia da visita, realizada na tarde desta terça-feira (19/11), o diretor chileno se reuniu novamente com o diretor-geral João Akira para firmar o acordo de cooperação técnica, que visa a realização de cursos de aperfeiçoamento, projetos de pós-graduação e programas de pesquisa. O acordo tem por finalidade favorecer o desenvolvimento de atividades de interesse em comum, voltadas ao aperfeiçoamento e capacitação de pessoal de ambos os órgãos.  O documento foi assinado pelo diretor-geral da ESMPU e segue com Salinero para o Chile, onde será assinado pelo procurador-geral chileno Jorge Abbott. 

Após o encontro, João Akira apresentou a Sebastian as instalações da nova sede da Escola. 

Assessoria de Comunicação
Escola Superior do Ministério Público da União
E-mail: ascom@escola.mpu.mp.br
Telefone: (61) 3313-5115