Notícias

Simpósio internacional vai discutir questão étnico-racial, de gênero e religiosa no Brasil e no exterior

Encontro vai reunir, de 5 a 8 de novembro, em Brasília, mais de 60 autoridades, pesquisadores e especialistas nacionais e internacionais. Inscrições até 21 de outubro
publicado: 01/10/2019 16h08 última modificação: 03/10/2019 12h17
Ilustração

Ilustração

De 5 a 8 de novembro, vai ser realizado em Brasília (DF) o Simpósio Internacional “Indígena, Negro/a, Quilombolas e Religioso/a de Matriz Africana: Preconceito, Racismo, Discriminação e seus reflexos nas relações de Trabalho, Produção e Consumo”. Promovido pela Escola Superior do Ministério Público da União (ESMPU) e pelo Ministério Público do Trabalho (MPT), com apoio da Organização Internacional do Trabalho (OIT) e do Fundo das Nações Unidas para a Infância (UNICEF), o encontro busca, entre outras coisas, discutir a questão étnico-racial, de gênero e religiosa no Brasil e no exterior.  

O simpósio vai reunir mais de 60 autoridades, pesquisadores e especialistas nacionais e internacionais, como o ex-primeiro ministro do Mali e membro da comunidade Madinatou Munawara (Senegal), Cheick Modibo Diarra; o sociólogo guineense membro do Conselho para o Desenvolvimento da Investigação em Ciências Sociais em África, Miguel de Barros, eleito pela Confederação da Juventude da África Ocidental (CWAY) como a personalidade mais influente do ano de 2018, e prêmio humanitário Pan Africano de Excelência em Pesquisa e Impacto Social; o teólogo congolês e doutor em Sociologia,  Bas’llele Malomalo; a presidente do Instituto de Pesquisas e Estudos Afro-Brasileiros (IPEAFRO), Elisabeth Larkin Nascimento; além de líderes indígenas, quilombolas e de religião de matriz africana. Confira programação completa 

Esta será a segunda edição nacional e a primeira internacional. O objetivo é promover um debate, em seus múltiplos vieses, apresentando os desafios para a superação de estigmas étnico-raciais, de gênero e religiosos. O Simpósio busca ainda discutir a relação entre raça, gênero, religiosidade, violência e assédio no mundo do trabalho e das relações de produção e consumo, adotando como marco normativo as Convenções 169 e 190 da OIT, e demais normativas internacionais e nacionais aplicáveis à espécie.  

Durante o evento ainda serão realizados grandes e mini plenárias temáticas sobre escravidão e reparação; preconceito, racismo e discriminação nas relações de trabalho; e produção e consumo. Concomitantemente às atividades, nas tardes dos dias 6 e 7 de novembro, será realizado o 1º Conclave Acadêmico Internacional sobre os temas relacionados.  

O simpósio Internacional é gratuito e dá direito a certificado. Podem participar membros(as) e servidores(as) do Ministério Público, da Magistratura, da Defensoria Pública, de órgãos das administrações públicas federal, estadual e municipal, coletivos representativos de povos originários, quilombolas, religiosos de matriz africana, entidades representativas dos setores patronal e de trabalhadores, membros da academia, professores, alunos, advogados, organizações da sociedade civil, dentre outros.  

Inscreva-se até as 12h do dia 21 de outubro (confira o passo a passo de como se inscrever e participar).  

Atividade: Simpósio Internacional “Indígena, Negro/a, Quilombolas e Religioso/a de Matriz Africana: Preconceito, Racismo, Discriminação e seus reflexos nas relações de Trabalho, Produção e Consumo” 
Inscrição: até 12h do dia 21 de outubro 
Data: 5 a 8 de novembro 
Local: Sede da Procuradoria-Geral do Trabalho, em Brasília (SAUN, Lote C, Torre A) 
Custeio: NÃO haverá custeio de hospedagem, alimentação e transporte 

Mais informações no edital.

Assessoria de Comunicação
Escola Superior do Ministério Público da União
E-mail: ascom@escola.mpu.mp.br
Telefone: (61) 3313-5115