Notícias

Elaboração do PDI: CONAD começa a discutir objetivos e metas da ESMPU para os próximos cinco anos

Também foram apresentados, durante a reunião, os resultados da consulta sobre o PDI
publicado: 16/04/2019 18h50 última modificação: 16/04/2019 19h12

O Conselho Administrativo (CONAD) da Escola Superior do Ministério Público da União (ESMPU) se reuniu, nesta segunda e terça-feira (15 e 16/4), para mais uma etapa de elaboração do Plano de Desenvolvimento Institucional (PDI) 2020-2024: o início da definição das metas que deverão ser alcançadas pela instituição nos próximos cinco anos. Também participaram da discussão o diretor-adjunto, Alberto Bastos Balazeiro; os coordenadores de ensino do MPT, MPM e MPDFT; e os secretários e assessores da instituição. 

Na ocasião, a assessora da Secretaria de Planejamento e Projetos da ESMPU, Renata Souza Mendes, explicou que essa é a primeira etapa da definição dos objetivos, metas e ações que serão realizadas pela Escola até 2024. “A discussão de quais serão os objetivos começou agora no CONAD, mas chegará às unidades do MPU antes de ser definida”, ressaltou Renata. A previsão é que o PDI seja finalizado até maio deste ano, com a aprovação pelo CONAD. Posteriormente, o documento será submetido ao Ministério da Educação (MEC). 

Divididos em grupos, conselheiros, coordenadores de ensino e assessoria técnica da Escola elaboraram e propuseram objetivos relacionados à qualificação dos periódicos científicos, à ampliação da internacionalização, à ampliação da participação a distância em atividades acadêmicas, ao fortalecimento da pesquisa científica, ao quadro de docentes, entre outros. 

Além disso, durante a reunião, foram apresentados os resultados das metas definidas no PDI 2015-2019, a série histórica da oferta de cursos pela ESMPU e as análises dos resultados obtidos nas consultas internas e externas sobre o PDI, realizadas entre os dias 28 de março e 5 de abril. 

A consulta interna teve um total de 237 participações, sendo 184 servidores(as) e 53 membros(as) do MPU. Do total de respondentes, 94,6% já participaram de alguma atividade oferecida pela ESMPU. Já a consulta externa contou com a colaboração de 48 instituições, entre movimentos sociais, organismos internacionais, universidades e instituições públicas. As respostas subsidiarão a definição dos objetivos, de forma que a Escola possa, nos próximos cinco anos, oferecer atividades de acordo com as necessidades do corpo funcional do MPU, com ampliação do diálogo com a sociedade.  

O resultado da consulta foi analisado pela equipe técnica da ESMPU juntamente com a professora do departamento de gestão pública da Universidade de Brasília (UnB), a socióloga Magda de Lima Lúcio, e as doutorandas do Programa de Pós-Graduação em Desenvolvimento, Sociedade e Cooperação Internacional (PPGDSCI/CEAM) da Universidade de Brasília (UnB), Lara Laranja e Janaina Perez. As três profissionais estão fornecendo suporte à elaboração do PDI desde as primeiras etapas, ainda em 2018.

As questões quantitativas formuladas para o público possibilitaram identificar o perfil dos respondentes e o padrão de repetição de algumas questões propostas. Já as questões discursivas foram analisadas utilizando o software livre IRAMUTEQ (Interface de R pour les Analyses Multidimensionnelles deTextes et de Questionnaires), que permitiu realizar análises sobre corpus textuais, como estatísticas textuais clássicas, nuvem de palavras e análise de similitude de palavras. A análise também incluiu observações que a equipe considerou como relevantes para a apresentação dos dados.

Acesse a página do PDI e saiba mais.

Assessoria de Comunicação
Escola Superior do Ministério Público da União
E-mail: ascom@escola.mpu.mp.br
Telefone: (61) 3313-5132 / 5126