Notícias

Em entrevista, diretor-geral da ESMPU fala sobre atividades de capacitações que começam nesta quarta-feira em Campo Grande

Ao longo dos três dias, serão realizados uma mesa-redonda, um simpósio e dez minicursos e oficinas com o objetivo fomentar a discussão sobre a criação de políticas locais
publicado: 16/10/2019 14h12 última modificação: 16/10/2019 14h38
Exibir carrossel de imagens João Akira está na capital de Mato Grosso do Sul para realizar a 12ª etapa do projeto “Atuação em rede"

João Akira está na capital de Mato Grosso do Sul para realizar a 12ª etapa do projeto “Atuação em rede"

O diretor-geral da Escola Superior do Ministério Público da União (ESMPU), João Akira Omoto, participou na manhã dessa quarta-feira (16/10), em Campo Grande (MS), do quadro “Papo das 6”, do Programa “Bom Dia MS”, da TV Morena, filiada da Rede Globo. João Akira está na capital de Mato Grosso do Sul para realizar a 11ª etapa do projeto “Atuação em rede: capacitação dos atores envolvidos no acolhimento, na integração e na interiorização de refugiados e migrantes no Brasil”. Clique e assista a entrevista

Ao longo dos três dias (de 16 a 18 de outubro), serão realizados uma mesa-redonda, um simpósio e dez minicursos e oficinas que têm como objetivo fomentar a discussão sobre a criação de políticas locais direcionadas a pessoas em situação de migração. Todas as atividades acontecem no Centro Universitário Unigran Capital (Rua Abrão Júlio Rahe, 325 – Centro, Campo Grande/MS). 

Entre os assuntos que serão abordados estão imprensa no combate à xenofobia, gênero, migração e saúde mental, direitos humanos, nova Lei de Migração e Lei do Refúgio, crianças migrantes, direitos e acesso à justiça, gestão migratória em nível local, direitos laborais e articulação de rede.  

Para mais informações sobre a atividades, acesse a programação.   

Dados - De acordo com levantamento da Organização Internacional de Migração e da Casa Civil do Governo Federal, até junho de 2019, Mato Grosso do Sul já havia recebido 904 venezuelanos interiorizados - 8,9% do total no Brasil. O município de Dourados encontra-se em segundo lugar entre as cidades com maior número de interiorizados (787), ficando atrás apenas de São Paulo (1.059). Outras cidades do estado que também acolheram venezuelanos foram Campo Grande (56), Ponta Porã (34), Glória de Dourados (19) e Antônio João (7). 

Mato Grosso do Sul também tem registrado um fluxo cada vez mais crescente de imigrantes haitianos. Atualmente, cerca de 4.500 haitianos residem no Estado, sendo 1.500 em Campo Grande. Esse contingente coloca Mato Grosso do Sul em 4º lugar entre aqueles com maior número de imigrantes haitianos, ficando atrás apenas de São Paulo, Santa Catarina e Rio Grande do Sul. Em regra, os haitianos são absorvidos por empresas ligadas à construção civil. 

Realização – As atividades são realizadas pela Rede de Capacitação a Refugiados e Migrantes. O projeto já teve mais três mil participações, e já passou por Belém (PA), Manaus (AM), São Paulo (SP), Boa Vista (RR), Porto Alegre (RS), Recife (PE), João Pessoa (PB), Curitiba (PR), Florianópolis (SC) e Belo Horizonte (MG).  Vídeo promocional. 

Além da ESMPU, a Rede de Capacitação é composta pela Procuradoria Federal dos Direitos do Cidadão (PFDC), o MPT, o Alto Comissariado das Nações Unidas para os Refugiados (ACNUR), a Organização Internacional para as Migrações (OIM), a Conectas Direitos Humanos, o Instituto Migrações e Direitos Humanos (IMDH), a DPU, o Fundo de População das Nações Unidas (UNFPA), a Missão Paz e o Fundo das Nações Unidas para a Infância (UNICEF).   Saiba mais sobre o projeto em http://escola.mpu.mp.br/h/rede    

Para a organização da edição em Campo Grande, a Rede conta com o apoio das unidades do Ministério Público do Trabalho (MPT) do Ministério Público Federal (MPF) e da Defensoria Pública da União (DPU) em Mato Grosso do Sul; do Centro Universitário Unigran Capital; e de instituições públicas e organizações não governamentais envolvidas no processo de atenção ao refugiado ou migrante.

Assessoria de Comunicação
Escola Superior do Ministério Público da União
E-mail: ascom@escola.mpu.mp.br
Telefone: (61) 3313-5115