Notícias

PGR determina teletrabalho em todas as unidades do MPU

Medida é para evitar contato pessoal. Atividades incompatíveis com trabalho remoto ficam suspensas
publicado: 19/03/2020 13h47 última modificação: 19/03/2020 16h31

A partir desta quinta-feira (19/3), membros, servidores, estagiários e colaboradores do Ministério Público da União (MPU) deverão trabalhar de casa. Aplicável a Escola Superior do Ministério Público da União, a medida foi determinada em portaria do procurador-geral da República, Antônio Augusto Brandão de Aras, e tem o objetivo de reduzir o contato pessoal. 

A determinação é apontada por especialistas como imprescindível para evitar a transmissão do novo coronavírus. Há uma semana, o chefe do MPU já havia editado ato normativo estabelecendo o regime de teletrabalho para boa parte do quadro. 

De acordo com a Portaria PGR/MPU nº 76, as atividades incompatíveis com o home office ficam suspensas. Com isso, o comparecimento pessoal em todas as unidades está dispensado. Para garantir o integral funcionamento da instituição, o normativo estabelece que membros, servidores, estagiários e colaboradores deverão ficar de sobreaviso para atendimento das demandas, o que deve ser feito preferencialmente de forma remota. 

A ESMPU já havia suspendido o expediente presencial, pela manhã, para evitar o contágio local. A norma foi adotada após um colaborador apresentar sintomas do coronavírus. 

Com informações da SECOM/PGR

Assessoria de Comunicação
Escola Superior do Ministério Público da União
E-mail: ascom@escola.mpu.mp.br
Telefone: (61) 3313-5115