Notícias

Crianças de escolas públicas participam de atividade em comemoração aos 30 anos da Constituição

A atividade de extensão buscou desenvolver o interesse das crianças sobre o tema da cidadania, com enfoque socioambiental
publicado: 08/10/2018 13h16 última modificação: 08/10/2018 15h12

"O que eu espero do futuro é um mundo que me respeite, que os homens não me batam e que a justiça faça a coisa certa". Esse é o desejo de Clara, de apenas 12 anos. Ela, juntamente com outros 349 estudantes da rede pública de ensino do Distrito Federal, foi uma das ilustres visitantes que a Escola Superior do Ministério Público da União (ESMPU) recebeu na semana do aniversário dos 30 anos da Constituição Federal.

Durante a visita, que aconteceu nas manhãs e tardes do dia 1º ao dia 5 de outubro, os alunos participaram da atividade “O Nosso Espaço”. Em uma área ao ar livre, que permitia o contato com a natureza, as crianças (de seis a doze anos) puderam aprender sobre meio ambiente, constituição, cidadania e cultura da paz. "Esse trabalho está sendo muito legal, porque a gente aprendendo o que é certo e o que é errado. Que a gente tem direitos e deveres”, disse Pedro Eduardo, de 11 anos, que quer viver num Brasil justo, sem corrupção e com todos tendo os mesmos direitos.

Ao recepcionar a primeira turma, o diretor-geral da ESMPU, João Akira Omoto, explicou que a ESMPU também é uma escola pública, onde as pessoas que trabalham no Ministério Público vão aprender a defender o direito das crianças e dos adolescentes. A importância de respeitar a diferença foi lembrada pelo secretário de planejamento e projetos da ESMPU, Volker Egon Bohne. Ele frisou que, mesmo diferentes uns dos outros, é possível se conviver em harmonia e em um ambiente pacífico.

Semear sonhos - Ao ressaltar o quanto a educação é essencial, a professora do Centro de Ensino Fundamental nº 213 de Santa Maria, Patrícia Maria de Oliveira Flores, disse aos seus alunos que uma escola não é só um local para estudar, é também lugar de sonhar. “Vocês, crianças, devem voltar para casa carregando o sonho de voltar aqui a ESMPU para ocupar outros espaços, como o de promotor. Para isso, é necessário se dedicar e sonhar alto”. Ela frisou que o estudo é o maior investimento para se ter uma vida e um país melhor.

Aprendizado socioecológico - No período em que permaneceram na ESMPU, as crianças participaram de ações pedagógicas e lúdicas, de trabalho corporal e de produção de “bombas de semente” (pequena bola feita de argila e adubo, recheada com sementes variadas.) Elas ainda puderam ver uma exposição sobre os biomas brasileiros e participar de uma dinâmica sobre ecossistema, para incentivá-los a cuidar do meio ambiente.

Na manhã da quarta-feira (03/10), a procuradora-geral da República, Raquel Elias Ferreira Dodge, esteve presente conversando com os alunos e visitando a exposição de biomas brasileiros.

Realizada pela ESMPU em parceria com a Promotoria de Justiça da Infância e da Juventude do Distrito Federal, a atividade foi conduzida pelo projeto “Super Sementes”. Integrante do projeto, o biólogo Edson Santos de Oliveira, explicou que o trabalho procurou ressaltar, por meio das sementes, valores como respeito, direitos e preservação. “A ‘bomba de sementes’ foi criada por um agrônomo japonês. Elas são lançadas em terrenos abertos e baldios e toda vez que uma bola recebe chuva e se hidrata, as sementes podem germinar e, naquele lugar, pode nascer uma nova árvore”.

A técnica é utilizada como estratégia para o reflorestamento. Quem sabe com ela, o desejo de Quezia (12 anos) possa ser realizado: “Espero para o futuro, um país cheio de árvores". 

30 anos da Constituição - Essa foi a sétima atividade realizada pela ESMPU dentro do projeto “30 anos da Constituição Cidadã e 70 anos da Declaração Universal dos Direitos Humanos”, que, por meio de atividades de extensão, busca contribuir para a discussão acerca da realidade brasileira contemporânea. Mais informações pelo hotsite: http://escola.mpu.mp.br/h/constituicao-cidada

 

Confira as fotos da atividade na Galeria de Imagens.     

Assessoria de Comunicação
Escola Superior do Ministério Público da União
E-mail: ascom@escola.mpu.mp.br
Telefone: (61) 3313-5132 / 5126