Encontro nacional

publicado 17/09/2019 22h23, última modificação 28/10/2019 16h01

A Rede de Capacitação de Refugiados e Migrantes realiza, de 20 a 22 de novembro, em Brasília, o Encontro Nacional do projeto “Atuação em Rede: capacitação dos atores envolvidos no acolhimento, na integração e na interiorização de refugiados e migrantes no Brasil”.

A atividade vai reunir participantes das doze edições do projeto, realizadas em Belém (PA), Manaus (AM), São Paulo (SP), Boa Vista (RR), Porto Alegre (RS), Recife (PE), João Pessoa (PB), Curitiba (PR), Florianópolis (SC), Belo Horizonte (MG), Campo Grande (MS) e Rio de Janeiro (RJ), além do público de Brasília (DF). 

Os interessados devem integrar redes locais de atenção a pessoas em situação de migração ou ter vinculação a um grupo, coletivo ou instituição, pública ou privada, que atue diretamente na área.

Ao longo de três dias, grupos de trabalho e debates irão discutir e sistematizar os principais aprendizados e recomendações acumulados durante as doze edições do projeto, em temas relacionados a acolhimento, interiorização, gestão migratória, regularização, acesso a direitos, inserção laboral, entre outros. Além disso, o encontro busca fortalecer redes locais de atenção à pessoa em situação de migração, produzir análises e aprimorar as recomendações produzidas pelo projeto.

 As inscrições vão até 14 de novembro, são gratuitas e a participação dará direito a certificado. Inscreva-se (o passo-a-passo de como realizar a inscrição). 

O Encontro Nacional será realizado na sede da ESMPU (Av. L2 Sul, Qd. 604, lote 23 – Asa Sul, Brasília). 

Realização – O Encontro Nacional será realizado pela Rede de Capacitação a Refugiados e Migrantes com o apoio da AVINA. 

Além da ESMPU, a Rede de Atuação é composta pela Procuradoria Federal dos Direitos do Cidadão (PFDC), o Ministério Público do Trabalho (MPT), o Alto Comissariado das Nações Unidas para os Refugiados (ACNUR), a Organização Internacional para as Migrações (OIM), a Conectas Direitos Humanos, o Instituto Migrações e Direitos Humanos (IMDH), a Defensoria Pública da União (DPU), o Fundo de População das Nações Unidas (UNFPA), a Missão Paz e o Fundo das Nações Unidas para a Infância (UNICEF).