Atividade em São Paulo

publicado 05/10/2018 14h16, última modificação 26/11/2018 13h04

Representantes de Defensorías del Pueblo de oito países (Colômbia, Chile, Equador, Espanha, Bolívia, Argentina, Peru e México), de organizações internacionais e nacionais e da sociedade civil participaram, nos dias 23 e 24 de outubro, em São Paulo (SP), do Seminário Ibero-Americano “Proteção aos direitos de Venezuelanas e Venezuelanos - Por uma acolhida humanitária na América Latina”.

O encontro permitiu ter uma visão regional relativa ao direito de migração da população venezuelana e a inserção destas pessoas nos países de acolhida e busca identificar os principais desafios da acolhida, abrigamento e integração dos migrantes nos novos países. Além disso,  apontou soluções para atender ao crescente contingente de venezuelanos e venezuelanas a fim de aliviar a pressão sobre as comunidades e serviços locais nos estados que mais os recebem. 
 
O seminário aconteceu no Auditório do CREA-SP (Av. Angélica 2364, Higienópolis em São Paulo/SP). Saiba mais

Oficinas 

Entre os dias 25 e 27 de outubro, foram realizadas as Oficinas "Atuação em rede: capacitação dos atores envolvidos no acolhimento, integração e interiorização de refugiados e migrantes no Brasil", na Procuradoria da República em São Paulo (Rua Frei Caneca, 1360 - Consolação). Cerca de 300 pessoas receberam treinamento sobre questões relacionadas à temática, como garantia de direitos; acesso a serviços públicos; empoderamento da sociedade civil; fortalecimento da política municipal para imigrantes; Lei de Migração (Lei n. 13.445/2017); Lei do Refúgio (Lei n. 9.474/1997); combate à xenofobia; interculturalidade e integração; empregabilidade e geração de renda; e enfrentamento ao trabalho escravo. 

As atividades tiveram como objetivo fomentar a discussão em torno da necessidade de se fortalecer a política local de integração para refugiados e migrantes e capacitar os atores envolvidos no acolhimento, integração e interiorização de refugiados e migrantes no Brasil.   Saiba mais.